Quanto ganha um youtuber com 100 mil inscritos

A plataforma do Youtube tem sido uma das mais acessadas nos últimos tempos, este crescimento se dá pela quantidade de conteúdos disponíveis e a facilidade que se tem de viralizar nos dias atuais. Virar um youtuber tem sido um sonho para aqueles que querem fazer seu nome crescer no mundo digital. Mas fica o questionamento: Quanto ganha um youtuber? Será que vale a pena investir?

Youtuber, um mercado promissor
Youtuber, um mercado promissor

Primeiramente, vale destacar que o Youtube está no top 3 das redes sociais mais acessadas do mundo. A rede social tem registrado cerca de 2,29 bilhões de usuários, sendo 105 milhões de usuários ativos entre 18 e 65 anos. Em relação às métricas da presença digital, a plataforma acumula 1 bilhão de canais e 4 bilhões de vídeos que são vistos diariamente.

Cabe observar que após o cenário pandêmico o número de pessoas no âmbito digital tem crescido de forma exacerbada. Este fato se deu pela falta de acesso ao mercado físico e a grande procura por serviços e produtos na internet. Sem poder sair de casa, as pessoas perceberam que a internet é um grande instrumento de trabalho, além de ser o futuro.

Essa crescente onda de influenciadores e produtores de conteúdo pós-pandemia, está relacionada à possibilidade de monetização de conteúdo na internet. Para aqueles que gostam de produzir conteúdo e gravar vídeos, este é o cenário perfeito para começar a carreira de youtuber.

Mesmo que pareça fácil, estamos falando de uma pessoa que cria um canal na plataforma, elabora um cenário, planeja um roteiro e dedica seu tempo utilizando a linguagem e os recursos visuais adequados para atingir o público alvo. Vale ressaltar que se torna necessário investir nos meios de filmagens, para que estes sejam cada vez mais profissionais, mantendo a qualidade do canal e atraindo mais seguidores.

Os Youtubers que já se enquadram como profissionais da área, podem ser chamados de marqueteiros digitais, uma vez que produzem conteúdo de valor e trabalham para captar seguidores. Por ser esta considerada uma profissão, nada mais justo do que receber por isto.

Até o ano de 2017, qualquer pessoa conseguiria ganhar dinheiro no Youtube ao monetizar o canal nas configurações, porém algumas reformas foram feitas. Neste sentido, cabe mencionar alguns dos requisitos para quem deseja ganhar dinheiro e investir na plataforma. O futuro youtuber deve ser maior de 18 anos, apresentar um bom desempenho e engajamento no canal, ter no mínimo 1.000 inscritos e apresentar pelo menos 4.000 horas de conteúdo assistido nos últimos 12 meses.

Antes de se dedicar às produções, a pergunta mais pesquisada é: quanto ganha um Youtuber? O pagamento deste profissional é feito em dólares e tem como base de cálculo o Custo Por Mil (CPM), ou seja, a cada mil visualizações nos vídeos do canal, o Youtuber ganha em média de 0,25 a 4,50 dólares.

Por esse motivo, é necessário manter uma rotina de publicações se quiser ganhar dinheiro com o Youtube. Para manter o nível de engajamento alto, é preciso que seja postado no mínimo 1 vídeo por dia. Às vezes parece ser pouco, mas quando se analisa toda a produção, vemos que se trata de um trabalho árduo, já que nem sempre a criatividade está aflorada a todo o tempo.

Em razão do número de inscritos no canal e as visualizações de cada vídeo, é notório que a monetização do mesmo tende a sofrer variações devido a base de cálculo do Custo Por Mil (CPM). Logo, para termos uma ideia de quanto ganha um Youtuber que possui 1 milhão de inscritos no canal, há indicadores que rastreiam as estatísticas dos usuários do Youtube e assim estabelecem a média de ganhos com o canal.

A Social Blade é uma agência que traz consigo estes indicadores para que se tenha a média de cálculo dos ganhos de um Youtuber. Ao analisar um canal com 1 milhão de inscritos e com uma média de 900 visualizações por vídeos postados na plataforma, de acordo com a Social Blade, este canal tem o retorno de 227 a 3.000 dólares. Como o dólar encontra-se valorizado no Brasil, temos aqui um ótimo faturamento para o dono do canal.

Agora analisando o cenário de um canal com 1,6 milhões de inscritos e com a média de 1,8 milhões de visualizações por vídeos postados. Com base nos indicadores da Social Blade, temos a variação da margem de lucro de 362 a 5.800 dólares.

Como podemos observar, trata-se de uma plataforma que traz uma possibilidade altíssima de retorno financeiro, desde que investida e trabalhada de forma correta.

Muitas pessoas têm mergulhado de cabeça no Youtube, principalmente por ser uma profissão que não exige ensino superior. Porém, para ter sucesso, grande parte dos Youtubers investem na imagem do canal, contratam produtores e gestores, pesquisam e compram câmeras profissionais, acessórios de vídeo e trabalham incansavelmente para atingir o maior número de pessoas.

É necessário destacar que, além do investimento técnico, um youtuber deve investir em conhecimento intelectual. Estudar o mercado digital é extremamente necessário para que o canal esteja atualizado com boas informações e possa ajudar pessoas com aquilo que elas procuram.

Além disso, vale lembrar que o Youtube tem um universo de possibilidades para os criadores de conteúdos. Dentre os maiores canais do Youtube no Brasil, temos conteúdos voltados para humor, música, jogos, entretenimento e entre outros.

Ainda existem pessoas com receio de começar por não saberem a forma correta. Porém, se tiver um bom planejamento, um público alvo definido e uma área que desperte o interesse das pessoas, são grandes as chances de se destacarem dentro da plataforma digital.

É importante ressaltar que, não se faz necessário possuir muito dinheiro para investir em tecnologia para a plataforma. Muitos influenciadores digitais começaram do zero, apenas usando um celular. Temos como exemplo o humorista Whindersson Nunes, que usava apenas a câmera do celular para produzir seus vídeos e no entanto tem um dos canais mais assistidos do Brasil.

Você já sabe como o mundo digital tem crescido e o tanto que um youtuber fatura, chegou a hora de colocar os planos no papel e começar a executá-los. Com o que se tem hoje, podemos sim criar um canal, inovar os conteúdos e quem sabe monetizar os trabalhos.
Conheça a ESTADO VIRTUAL, há sempre uma boa oportunidade de negócio aqui.

Conheça nossos produtos: